© 2015 - 2018 por Liga das Garotas Mágicas

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Report KSOM - "Não se apresse"

Thursday, December 20, 2018

No domingo, dia 16/12 aconteceu o KSOM - Kinoene Series of Magic, um mega torneio organizado por uma loja aqui de São José dos Campos, que daria mais de 50 mil reais em premiação (it's over 5000!) divididos entre os formatos Modern, Legacy, Pauper e Standard. Apesar da premiação Modern ser absurda, 40 mil distribuídos entre os top 64 players, desde o começo eu soube o que queria jogar: Legacy. O formato, além de menos players, o que aumenta a chance de uma boa qualificação, é um formato que me diverte muito, então, precisei apenas tomar uma decisão: o deck.

 

O Deck


Quando iniciei minha jornada no Legacy cerca de um ano atrás, o primeiro deck que montei foi o Lands. Me lembro de ter visto alguém da Channel jogando com ele no youtube e simplesmente me apaixonei. Aos poucos, fui conhecendo melhor o formato, os decks, e (aqui meus olhos se enchem de lágrimas) infelizmente precisei me desfazer do Lands (aqui eu continuo chorando, mas já já passa...) então, órfã do maravilhoso mana - exploration, precisei partir para outros mares. Minha primeira escolha óbvia foi o Turbo Depths, relativamente parecido com o Lands, mas uma outra carta, trazida do Vintage, me chamou muito a atenção: (pausa para o momento dramático) Pausa. Draw 3 sem nenhum drawback sequer, nenhum descarte, com o único custo de nunca mais poder jogar uma mágica sequer na partida porém, draw 3. Vi a lista Vintage, analisei algumas listas rogues da internet, testei UB, Jeskai, até chegar à lista final de UW. Juntei então minhas Force of Will e Swords to Plowshares à Pausa e parti rumo ao KSOM.

 

 

O Torneio

 

Após treinar algumas vezes com o deck, meu único objetivo no torneio era ficar entre os Top 16, mesmo sabendo do doloroso caminho que me aguardava pela frente, afinal, enfrentar um grande torneio com um deck mais lento que um control normal requer muita paciência. Muita.
(Um pedido de desculpas aos jogadores que não consegui me lembrar o nome)

Rodada 1 - Djan Guidini e seu Nice Fit
G1 - Apesar do Djan e eu treinarmos juntos, eu nunca havia enfrentado o deck, e sabendo que ele é um perito no deck, me deixou um pouco apreensiva. A única coisa que eu saberia sobre esta partida: um perigo atrás do outro. Keepei uma mão com algumas remoções, e anulas pra não deixar o Veterano entrar logo de cara. Graças a algumas fow e counterspell, consegui segurar o G1, fazer veredito, a Karakas ajudou a segurar a Titania, enquanto o Jace fez seu trabalho auxiliado pelas Mishra Factory, e nesta partida eu agradeci aos céus por Pernicious Deed não tirar planeswalkers. 1-0.
G2 - Minha mão estava absurdamente horrível, com Mito Concretizado, Fow, 2 Jaces e lands. Claro que eu keepei, essa é minha especialidade! Ele já começou com Cabal Therapy, nomeando a fow, e eu deixei resolver, já que o futuro não está em minhas mãos. Ele então viu meus 2 Jaces. Droga. Dei um draw, e encontrei um Veredito Supremo, beleza! Fiz mana Mito e só rezei. Ele fez Cabal Therapy nomeando Jace. Meus dias estavam contados. No draw, acabei encontrando outro mito, pumpando assim o que já estava na mesa e começando a agredir. 19-20 (ufa). Meu oponente fez mana, Cabal Therapy nomeando meu Veredito. Lá se foi toda a minha esperança. E para minha surpresa, foi só isso. Meu oponente não encontrou nenhuma remoção, e com as cantrips e anulas, segurei o jogo e transformei os mitos em gigantes! Sobrevivi a 3 therapy seguidas, me senti uma vencedora! E fui! 2-0

1-0

Rodada 2 - Kahl Zilnyk e os Dothraki (brincadeira era Grixis Control mesmo)
G1 - O Khal também é um amigo dos treinos, e fiquei pensando se enfrentaria naquele fatídico dia todos os amigos com quem jogo todas as semanas. De um modo geral, Grixis Control ou Delver são um problema para o meu deck, possuem muitas remoções, preciso guardar os counters para True Names, Gurmag Anglers, além de Jaces e Lilianas diversas. Porém, na primeira partida, conseguir logo de cara fazer um Mito Concretizado e um Crisol dos Mundos pra trazer minhas Mishras Factory de volta do além, e nas batalhas de counters ele foi crescendo, até que consegui, dando Plowshares no Gurmag dele pra crescer o Mito, vencer a partida. 1-0. 
G2 - Aqui como sempre a partida foi apertada, muitos anulas e remoções, e apesar do Rest in Peace em campo, não consegui segurar a fúria do Gurmag castado com muito suor e protegido por muitos anulas. 1-1
G3 - Comecei como a primeira partida, fiz mito logo no início, algumas Mishras Factory, meu oponente fazendo alguns bichos, batalhas de anulas e remoções. Em um certo ponto, o jogo estava pendendo para o Kahl, e eu subi do side o combo RIP e Helm of Obedience, show de bola! Com um ponder, deixei o Rest in Peace no topo, Helm na mão, 6 lands em campo e uma na mão, jogo controlado. Tudo perfeito. Exceto pelo turno do meu adversário: Blood Moon. Como diabos um deck de 3 cores se atreve a usar Blood Moon? Mas esse não foi o maior dos meus problemas: percebi que não tinha Planície básica em campo! A fetch estava na minha mão! Um erro que obviamente não deve ser cometido, mas foi. O peixe do oponente agredindo sem piedade, enquanto eu tentava encontrar minhas amadas planícies sem obter sucesso. Lá se foi. 1 - 2

1-1

Rodada 3 - Show and Tell
G1 - Um oponente que não era um dos meus amigos, uma aventura no desconhecido. Começo com mana e vai, oponente faz mana Ponder. Tudo ok por enquanto. Faço mana Mito e deixo ir, meu oponente faz City of Traitors para Show and Tell. Olhei para minha mão com duas Plowshares e um BS, e arrisquei tudo: encontrei land ponder e Jace. Perfeito! Meu oponente desceu Emrakul com o Show and Tell, eu desci uma land. No meu turno, land, Jace, bounce. Sim! O monstrão tem ponto fraco! A partir daí o Mito ficou muito forte e o oponente não conseguiu segurar. 1 - 0
G2 - Mais uma partida complicadíssima, keepei a mão com fow e plowshares, e meu oponente fez land, pétala, pétala, Show and Tell, e ainda tinha resposta pra fow! Ótima partida. Segue o baile. 1 - 1
G3 - Agora é minha hora de brilha! Fetch em campo, fow e ponder na mão, plowshares, depois de mulligar, parecia o céu! Mas não era. O oponente abriu de Boseiju, pétala, fez show and tell, comprou 7 e ainda ganhou 7 com minha plowshares, descartou emrakul pra voltar o cemitério! Foi um desastre. Acho que essa é minha pior match. Pelo menos, acabou rápido. 1 - 2

1-2

Rodada 4 - Rafael com meu deck modern preferido, Death Shadow
G1 - Assim que o juiz declarou o tempo da rodada iniciado, o Rafael ainda não estava na mesa. Ele chegou uns 4 min depois, mas foi suficiente pra perder o G1. 1 - 0
G2 - Sem saber do que meu oponente estava, na draw e sem side, praticamente no mato sem cachorro, keepei uma mão meio padrãozinho, anula, remoção, vamos ver. Meu oponente abre de fetch shock delver. Ufa! A plowshares no delver fez o oponente perder o gás, ele não conseguiu encontrar muitos bichos, e quando o Jace resolveu, o fateseal resolveu a partida! Ufa. 2 - 0

2-2

Rodada 5 - The final countdown contra Rafael Navarro e os Merfolks
G1 - Essa era a hora! Quaisquer que fossem as minhas chances de ir para o Top 8 estavam nessa partida! Precisava Vencê-la! Eu não tinha ideia do que estava enfrentando, então keepei uma mão padrão depois de um mulligan. O oponente, para minha tristeza, estava de Merfolks, o que pareceu na primeira partida algo aceitável. Consegui, com os Mitos e Mishras, bater no oponente e responder todas as suas mágicas! 1 - 0
G2 - O oponente saiu muito rapido, na play, com frascos e cálices, o merfolk que evolui e 3 lordes (kkkk). Eu não vi o que aconteceu nessa partida. Tomei 20 de dano. 1 - 1
G3 - Mulligan a 5 para tentar encontrar land, e keepei com o Helm na mão, e anulas, sabendo que viria logo um cálice e meu oponente iria querer protegê-lo. Bait. Fow na fow pro cálice entrar, e lá se foi, mana vai, mana merfolk, mana veredito, mana merfolk, uma batalha! No segundo veredito, o combo novamente na mão, apenas 6 lands em campo. Falta uma. O oponente então, resolve um Back to Basics. Por essa eu não esperava. Mesmo. Sem volta, foi um destroço total! 1 - 2

Final: 2-3

 

 

Considerações Finais: Top 16


Bom, toda ação tem uma reação, e minhas decisões acabaram me levando a este resultado. Fiquei satisfeita, já que eu nunca havia jogado um grande torneio Legacy com uma premiação bacana. O torneio foi um pouco curto, e tinha poucos players, mas tudo traz experiência e, no final, foi divertido! Essa era minha intenção desde o início, então, missão cumprida! Afinal, quem precisa de um troféu bonito, 2 mil reais de premiação e uma foto bacana pra mostrar pra mãe? (Lágrimas rolam).
Por fim, parabéns ao pessoal da organização do torneio, que deu tudo muito certo, tirando o local que estava uns 46º. Verão não é época para torneios. Os players como sempre estão de parabéns, representam o formato e são super gente fina! Agora é treinar mais, para o próximo superar a meta, e então dobrar a meta. E então a meta superada vai ser dobrada. E... ufa, PAUSA para respirar. Até mais!

Please reload

Posts Recentes

November 12, 2018

September 9, 2018

August 20, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procure por Tags
Siga Nossas Redes
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now